Skate feminino - Leticia Bufoni

Compartilhe!

O skate feminino sempre foi muito discriminado no Brasil, na verdade ainda é. Porém, nos últimos anos esse preconceito vem diminuindo graças ao posicionamento de profissionais como Leticia Bufoni e Karen Jonz.

Se diariamente já rola um olhar torto pra skatistas do sexo masculino, que representam 80% dos skatistas, imagine para as meninas que andam de skate, por isso a pergunta:

Skate femino em alta no Brasil?

As skatistas são muitas vezes taxadas de sapatão, menino macho, como a escolha ou perfil sexual fizesse qualquer diferença. Isso simplesmente por estar no meio de outros garotos andando de skate.

Para a mulher é muito mais difícil ser skatista do que para o homem. Em todas as tribos em que o feminino e o masculino se misturam há um crescimento e uma soma para ambos os lados.

           Acesse no app também: Campeonato de Skate Digital Feminino

Entretanto, estamos nesse momento dentro de janela de oportunidade incrível para o esporte e especialmente para as meninas. O espaço aberto na mídias para atletas como Letícia Bufoni oferece condições para uma ruptura de paradigmas.

Skate feminino
Skate feminino no Street League

A mídia convencional, como sempre, consegue explorar muito bem as oportunidades em assuntos que estão em alta. E o Skate feminino está em alta. Apesar de toda fantasia que construída pelas mídias não especialistas, existe um lado muito positivo dessa história. O efeito manada.

Essas matérias que passam em canais como Globo, Canal Off, Folha de São Paulo, dentre tantos outros, atingem milhões de pessoas. A comunidade de skate pode, e deve, tirar proveito dessa situação.

        Leia também: Quanto vale o skate feminino? A premiação (justa) do Oi Park Jam

A sociedade precisa de heróis. Por isso os jornais montam a jornada do herói que basicamente é uma história sobre uma pessoa normal que sofre com um drama, um problema, e tem dificuldades em superar aquilo, e depois no final, o heroí supera as dificuldades e encontra seu lugar ao sol – History Telleing. Por isso é comum lermos notícias como:

  • “Leticia Bufoni supera preconceito e é esperança do Brasil no skate em Tóquio 2020”
  • “Leticia Bufoni é esperança do Brasil no skate em Tóquio-2020”

E aqui é importante dizer que a Letícia é sem dúvida merecedora do seu momento atual e exemplo para as skatistas no Brasil. Não precisamos concordar no micro a respeito da atleta, e sim no macro. Ou seja, de maneira geral o que importa no momento é o impacto que a skatista causa nas pessoas, em especial em milhôes de ignorantes e preconceituosos a respeito da life style do skate.

Por esse motivo é que dizemos o skate feminino está entrando em um bom momento. É agora que as oportunidades como mais eventos com skate feminino estão acontecendo no Brasil. Recentemente a Board Shop General Lyy realizou um evento 100% digital no aplicativo SkateTake com uma categoria exclusivamente para as meninas.

É hora de aproveitar essas oportunidade, as meninas do skate se valorizarem, participarem de eventos e a das marcas valorizem o skate feminino.

Facebook Comments

Leave A Comment

All fields marked with an asterisk (*) are required